CompareComparando...

Novo BMW Série 2 Active Tourer já disponível desde €37 100

A Ler
Novo BMW Série 2 Active Tourer já disponível desde €37 100

Pode já ser encomendada em Portugal a mais recente geração do BWW Série 2 Active Tourer. Na fase inicial de comercialização, o modelo é proposto em duas versões a gasolina e uma Diesel, todas equipadas com uma caixa pilotada Steptronic de dupla embraiagem e sete velocidades. Para ainda antes do Verão é esperada uma terceira e mais potente opção a gasolina; no início do segundo semestre do ano chegarão as duas derivações hibridas plug-in do modelo.

Assim sendo, o acesso à gama é feito através do Série 2 Active Tourer 218i, proposto a partir de €37 100, e animado pelo três cilindros a gasolina de 1,5 litros, com 136 cv e 230 Nm, combinado com uma caixa pilotada de dupla embraiagem e sete relações. Promete cumprir os 0-100 km/h em 9,0 segundos e alcançar uma velocidade máxima de 214 km/h, para um consumo combinado de 6,2-6,8 l/100 km.

Publicidade

Segue-se o Série 2 Active Tourer 220i, disponível desde €38 100, e que sob o capot monta a variante de 156 cv e 240 Nm deste mesmo bloco, mas, neste caso, em conjugação com um sistema mild hybrid a 48 Volt, que inclui um motor eléctrico integrado na caixa de velocidades, capaz de fornecer um extra de 19 cv e 55 Nm. Os 0-100 km/h são cumpridos em 8,1 segundos, para uma velocidade máxima de 221 km/h e um consumo combinado de 5,9-6,4 l/100 km.

Quanto à opção a gasóleo, o Série 2 Active Tourer 218d, os seus preços iniciam-se nos €43 300 e recorre ao quatro cilindros turbodiesel de 2,0 litros, com 148 cv e 360 Nm. Aceleração 0-100 km/h cumprida em 8,8 segundos, velocidade máxima de 220 km/h, consumo combinado de 4,8-5,3 l/100 km.

Como referido, a próxima opção disponível será o Série 2 Active Tourer 223i, propulsionado pelo quatro cilindros turbocomprimido a gasolina, com 2,0 litros, 204 cv e 320 Nm, que anuncia 7,0 segundos nos 0-100 km/h e 241 km/h de velocidade máxima. Completando-se a gama, após o Verão, com as versões híbridas plug-in, ambas dotadas de uma bateria com 14,9 kWh de capacidade, capaz de garantir uma autonomia de até 80 km no ciclo WLTP em modo totalmente eléctrico, e equipadas com o motor 1.5 a gasolina, destinado a animar as rodas dianteiras, combinado com um motor eléctrico. que faz mover o eixo traseiro, assim ficando garantida, também, a tracção integral – sendo a potência combinada de 245 cv na mais acessível, e de 326 cv na de topo.

Publicidade

Qual é a sua reação?
Excelente
0%
Adoro
50%
Gosto
50%
Razoavel
0%
Não gosto
0%
Comentários
Deixar uma resposta

Deixar uma Resposta